Bom dia! Hoje é segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018 | 05:04

Dar conta de si / Web Rádio Vida Espírita - Andradina/SP
Imprimir matéria

06/08/2017 [07h03] | Estudos

Dar conta de si

Dar conta de si
São muitos os que atravessamos a existência na Terra sem muitas preocupações com os próprios atos.

Vivemos como se o nosso agir, a nossa postura perante a vida não fosse nossa exclusiva responsabilidade.

Por esse motivo, despreocupados com qualquer tipo de consequência, vivemos com o único propósito de amealhar, tirar vantagens pessoais.

Não falamos dos que se entregam, de forma explícita, a questões ilegais como o roubo, o furto ou tráfico.

Dizemos de nós, os que na intimidade de grandes corporações, no luxo de escritórios bem montados, atuamos no desvio de dinheiro público, na montagem de balanços forjados, na estruturação de contratos fraudulentos.

Tudo porque imaginamos a vida como um grande jogo onde aquele que consegue mais para si é o grande vencedor.

Outros de nós atuamos no mundo preocupados em agir de forma legal. Trata-se, no entanto, de uma atuação no limite da legalidade, na preocupação de não sermos pegos pela justiça, de não respondermos perante tribunais e juízes.

Não medimos esforços na busca de brechas na legislação, para encontrar meios de conseguir vantagens e o que haja de melhor para nós mesmos.

Temos ciência de não estarmos contra a lei, entretanto, serão apenas códigos humanos a nos ditar os limites de nossas ações.

Porém, não podemos nos esquecer de que a vida aqui na Terra não é patrimônio que nos pertença.

Renascemos nas lides terrenas e retornamos à pátria espiritual sob o rigor da lei Divina.

Dessa forma, todas as experiências terrenas estão sob a tutela dessa lei, cuja finalidade maior é o aprendizado e o crescimento intelectual e moral de cada um de nós.

Ao concluirmos a experiência física, seremos convidados a prestar contas de como agimos, de todo o realizado ao longo dos anos que nos foram dados a viver.

Natural que assim seja, considerando que tudo o que dispomos na Terra, incluindo nosso corpo físico, é a título de empréstimo. Nada nos pertence. Somos apenas arrendatários.

Portanto, se andarmos no mundo burlando os limites da lei, haveremos de responder, perante as leis humanas e no além túmulo.

Poderá ocorrer que, mesmo extrapolando os limites da moralidade, do correto, do respeito ao próximo, os tribunais da Terra não nos alcancem. E poderemos nos vangloriar de haver enganado a lei dos homens.

Mas, inevitavelmente, responderemos perante nossa consciência quando essa se defrontar com nossos desacertos morais. Sempre haveremos de prestar conta de nossos atos.

Diz o bom senso, então, que antes de agirmos, nos perguntemos se o que fazemos é legal, moral.

Necessário analisar se nossos atos não prejudicam o próximo, não atribulam a outrem, se não causam dificuldades a alguém.

Tudo que fizermos carrega o peso de nossa intencionalidade e haveremos de responder pelas consequências.

Importante nos questionarmos a respeito de nossas próprias ações, quais os valores que escolhemos para nossas decisões.

Afinal, serão eles que dirão da nossa felicidade ou desdita, no agora, logo mais ou em momentos mais distantes.

Pensemos nisso.
 
 =====================================
Fonte: Redação do Momento Espírita.

Comentários

Outras matérias

  • Momento Espirita

    Somos construtores de nós mesmos

    O pai do menino Blaise Pascal estava acostumado a lidar com números. Além de ser matemático, trabalhava para o governo no setor de cobrança de impostos. Blaise nasceu em 1623, na França. Aos três anos perdeu a mãe e passou a ser criado exclusivamente pe...
  • Momento Espirita

    Conquistas do Espírito

    Ela nasceu no México, em uma cidade chamada São Miguel de Nepantla. Filha de um pai basco e de uma mãe índia, cedo mostrou seus dotes intelectuais e sua rara inteligência. Aos três anos aprendeu a ler e aos cinco iniciou a escrever versos. Seu sonho ...
  • Reflexões

    Últimas vontades

    Você já se deu conta de que, de modo geral, costumamos doar nossos bens, somente após a morte? Naturalmente, isso equivale a dizer que legamos nosso patrimônio a parentes próximos ou distantes, registrando em testamento as nossas vontades. Estabelec...
  • Momento Espirita

    Nosso verdadeiro lugar

    Jesus era um educador de qualidades especiais. Ele não perdia oportunidade alguma para o ensino. Toda ação, palavra, feito que ocorresse onde Ele estivesse, era motivo de observações precisas. Como nosso Modelo e Guia, tinha plena consciência de que ...
  • Momento Espirita

    Recomendações derradeiras

    Um dia, que ignoro, meus olhos hão de se fechar para esta existência. Mais cedo ou mais tarde, meu corpo, ainda jovem, ou quem sabe, cansado e enfermo, há de se entregar irremediavelmente e deixará de vibrar. Minhas mãos hão de repousar inertes e me...

RECADOS

  • FRANKLIN SANTOS DO NASCIMENTO MARIANO | salvador - BA

    MUITO BOA RADIO GOSTEI E RECOMENDO SEMPRE AOS MEUS AMIGOS . OUÇO PELO APLICATIVO RADIOS.NET PARABÉNS SEMPRE OUÇO QUANDO ...

    13/11/2017 às 09h47

  • Silvio Soriano Arcova | Osasco - SP

    Boa tarde Pessoal da Rádio. Comecei a ouvir esta Rádio a poucos dias e fiquei muito contente e percebo que é de alta q...

    18/10/2017 às 17h20

  • Goreti Frey | Jaguarão - RS

    Adoro ouvir essa rádio,me traz muita paz,

    28/09/2017 às 17h29

Escrever recado

NOVIDADES

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

«« Copyright © 2017 Web Rádio 'Vida Espírita' - Andradina/SP © Todos os Direitos Reservados »»
0%
Streaming GuboHost