Bom dia! Hoje é sexta-feira, 16 de novembro de 2018 | 02:02

Espalhando o bem... / Web Rádio Vida Espírita - Andradina/SP
Imprimir matéria

17/10/2018 [06h37] | Momento Espirita

Espalhando o bem...

Quanto bem existirá na Terra?
Espalhando o bem...

Quando as manchetes nos enchem os olhos e os ouvidos com as histórias de violência e maldade que atingem tantas pessoas, nos indagamos se haverá alguém em quem possamos confiar.


Quando ouvimos falar de pessoas simples, que se deixaram enganar, na tentativa de solucionar seus problemas; quando nos relatam tantas ações ruins que ocorrem, todos os dias, quase desacreditamos que haja pessoas boas nesta Terra.

E, no entanto, o que falta é a imprensa escrita, falada, televisionada lançar sua atenção para outro lado e focar nas coisas boas deste mundo. E são muitas.

Enquanto o mal alcança a mídia e as redes sociais, transmitido, postado e replicado, uma enorme rede de bondade silenciosamente se estende pelo mundo.

Basta que uma dificuldade se apresente e muitas mãos, mentes e corações se voltam, na tentativa de auxiliar. E, conforme a exortação evangélica de a mão esquerda não saber o que oferece a direita, tudo fazem de forma anônima, sem alarde.

Aquela adolescente, de apenas dezesseis anos, aprendeu isso, por experiência própria. Ela se entregara à prostituição porque entendera ser a forma mais rápida de obter os recursos de que sua família precisava.

Assim, conseguia colocar comida à mesa, e medicamentos, e roupas. Ninguém a aconselhara, de forma diferente. Ou lhe sugerira outro caminho.

Mesmo quando se descobriu grávida, continuou nas ruas. Embora o ventre fosse mostrando, paulatinamente, a gestação que avançava, ela não viu diminuírem seus clientes.

Até o dia em que foi abordada por um policial. Estranhamente, ele a convidou para ir à sua casa. E ali lhe ofereceu abrigo, alimentação, todo o apoio de que precisasse, para ela e para o filho que estava a caminho.

De imediato, lhe disse que estava abrindo as portas do seu lar, para que ela abandonasse a prostituição. Que a desejava amparada e ao filho.

Deu-lhe as chaves da casa, comprou-lhe roupas, ajudou-a a preparar o enxoval para a criança.

O que ele desejava com essa atitude? Somente que ela mudasse de vida. E Marília se deixou ficar ali. Desconfiada, de início, que algo ele exigisse, em troca. No entanto, os dias lhe mostrariam o contrário.

O bebê nasceu e ela continuou no lar daquele homem que a vira nas ruas e tivera compaixão dela. Que a vira como uma filha que precisava ser amparada, cuidada.

Mais tarde, ela conheceu um jovem, namoraram e ela se consorciou, formando o seu próprio lar, levando o filho consigo.

Quando ela contava sua história, dizia que tudo devia àquele homem, àquele policial que a vira, na noite fria, ofertando o corpo a quem desejasse, a barriga saliente, demonstrando a gravidez de meses.

Aquele homem fora o bom samaritano em sua vida. Não lhe pedira nada, não lhe exigira nada além de que abandonasse as ruas e se voltasse para o filho, a nascer, em breve.

*   *   *

Sim, existe muito bem espalhado pelo mundo. Pessoas anônimas que amparam aqui, aconselham adiante, sustentam além.

Pessoas que reconhecem a necessidade quando a veem. E conseguem vislumbrar o ser humano, além da fachada externa. O ser humano que deseja atenção, apoio, abrigo.

Que precisa de um teto sobre a cabeça, alimento à mesa, um aceno de esperança para os dias futuros.

Quantos de nós somos dessas pessoas que realizam o bem? Quantos de nós desejamos aderir a esse bem, anônimo, eficiente, propagador de esperança?

Fonte: Redação do Momento Espírita, com base em fato.

Comentários

Outras matérias

  • Reflexões

    Virtudes

    Você acredita que ter virtudes é importante para um bom relacionamento?E você costuma procurar virtudes nas pessoas com as quais convive?Talvez você acredite que ter virtudes é importante e até as procure nas pessoas de sua relação, mas se questione se e...
  • Reflexões

    Abramos nossos corações

    Ele era um detetive muito conceituado. Era tido como uma pessoa extremamente meticulosa, observadora, chegando sempre aos resultados aguardados.Ele mesmo tinha absoluta confiança em si próprio, graças aos resultados excelentes de suas empreitadas.Era, por...
  • Momento Espirita

    A real decisão de mudar

    Em uma grande cidade do Brasil, um garoto de oito anos crescia sob os cuidados do irmão, apenas dois anos mais velho que ele. Os pais trabalhavam o dia todo. E ele apresentava dificuldades na escola. Sua professora, ao invés de incentivá-lo a melhorar...
  • Artigos

    Significado de criança para o espiritismo

    Na primeira fase da vida somos crianças.
  • Momento Espirita

    A caridade e a salvação

    Segundo o Mestre Jesus, toda a Lei e os profetas se resumem no amor a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. O homem possui deveres para com Deus, para com o próximo e para consigo mesmo. A caridade se refere ao relacionamento do homem c...

RECADOS

  • Camilla Dutra | Campinas - SP

    Gostaria de saber qual a formação da Dra. Anete. Mesmo que não concluída.

    06/11/2018 às 17h59

  • Goreti Frey | Jaguarão - RS

    Amei essa rádio, é tudo de bom

    31/07/2018 às 18h49

  • ovidio de tomaszewski | goiania - GO

    Excelente conteudo da programacao. Boa mesmo. Da gosto ouvir o tempo todo. Parabens para a equipe organizadora. ...

    04/06/2018 às 15h29

Escrever recado

NOVIDADES

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

«« Web Rádio 'Vida Espírita' - Andradina/SP - Divulgando a doutrina espírita! - Copyright © 2018 Todos os Direitos Reservados »»
0%
Streaming GuboHost