Bom dia! Hoje é segunda-feira, 22 de julho de 2019 | 03:13

A real decisão de mudar / Web Rádio Vida Espírita - Andradina/SP
Imprimir matéria

03/11/2018 [06h45] | Momento Espirita

A real decisão de mudar

A real decisão de mudar

Em uma grande cidade do Brasil, um garoto de oito anos crescia sob os cuidados do irmão, apenas dois anos mais velho que ele. Os pais trabalhavam o dia todo. E ele apresentava dificuldades na escola.


Sua professora, ao invés de incentivá-lo a melhorar, expunha seus problemas para a classe, de maneira zombeteira. Acabou dizendo para a mãe que ele não tinha jeito mesmo.

O garoto, sentindo-se cada vez mais incapaz, repetiu pela segunda vez o mesmo ano escolar. Revoltado, assaltou a cantina da escola com um revólver de brinquedo. Isso lhe valeu a expulsão da escola.

Sem obrigações, passou a ficar na rua o dia todo, junto a outros garotos desocupados. Assaltavam pessoas, roubavam carros, usavam drogas.

Tempo depois, alguns de seus colegas de crime perderam suas vidas, em função de dívidas com traficantes. Ele imaginou que poderia ser o próximo.

Com medo, procurou uma educadora, que criara uma Fundação no bairro onde morava. Ela ensinava idiomas e música aos jovens carentes.

Ela o aconselhou a sair das ruas. Para ajudá-lo a passar o tempo, emprestou-lhe um livro.

Era o primeiro livro que ele lia em sua vida, mas foi o suficiente para conquistá-lo.

Vieram, depois, outros tantos e a decisão de procurar um emprego. Na Fundação, conheceu outros jovens que estudavam para o vestibular.

Conseguiu apostilas e passou a estudar no intervalo do emprego. Concluiu o curso de educação de jovens e adultos, como é conhecido, hoje, o antigo supletivo, aos vinte e um anos.

Prestou vestibular para um curso de línguas em uma Universidade pública de renome e foi aprovado.

Ainda cursando a Universidade voltou à escola de onde fora expulso. Agora, como professor de português.

Depois de formado, seguiu os estudos ingressando na pós-graduação em Educação Social. Atualmente, trabalha em uma Organização Não Governamental, na região onde mora.

Escreveu um livro sobre o assunto, desejando mostrar, com seu exemplo, que é possível mudar, que nada é irremediável.

*   *   *

O medo pode paralisar muitas ações. No caso desse garoto, o medo de perder a própria vida agiu como um incentivo para mudar de rumo.

Ele ouviu sua própria intuição que o levou a procurar ajuda no local certo. Encontrou alguém que acreditou nele, e o mais importante: ele realmente decidiu mudar.

Como aquela educadora que o acolheu, há incontáveis pessoas e instituições que se dedicam a auxiliar criaturas em situação econômica precária, drogaditos, presidiários, dando-lhes oportunidades.

Mas, em toda e qualquer situação, o auxílio não muda realmente o indivíduo, a não ser que ele queira.

Reflitamos sobre as numerosas mudanças que decidimos fazer em nossas vidas, mesmo que pequenas.

Muitas vezes, ficamos somente na vontade, deixando-nos abraçar pelo comodismo. Ou simplesmente culpamos pequenos reveses e contratempos para que tudo continue como está.

A história desse jovem nos serve de lição e de exemplo sobre a real decisão de nos modificarmos e superarmos a própria condição.

Fonte: Texto com base na reportagem O ladrão que virou professor, publicada no Caderno Cidades, do Jornal ?on line? Estadão.com.br.

Comentários

Outras matérias

  • Artigos

    A metamorfose

    Interessante se observar uma borboleta pousada sobre uma folha nova, especialmente escolhida por ela. Uma que não caia antes da saída das lagartinhas do ovo. Ela dobra o abdome até sentir a face inferior da folha e ali coloca o ovo. Por essas maravilh...
  • Reflexões

    A recompensa da gratidão

    Ela viera das terras distantes de Cesaréia de Filipe, na Decápole. Era considerada impura, pois há doze anos um fluxo sanguíneo não a deixava. Recorrera a todos os métodos possíveis, na ânsia da cura. Tudo inútil. Seu mal era considerado um sinal de de...
  • Reflexões

    A porta do lado

    Como anda nosso nível de exigência em relação à vida? Somos daqueles que queremos que tudo sempre dê certo, e que não admitimos falhas, aborrecimentos?
  • Reflexões

    Os instrumentos da perfeição

    Naquela noite, Simão Pedro trazia na alma grande desgosto.Havia tido problemas com parentes complicados e rudes.Velho tio o havia acusado de esbanjar os bens da família e um primo o ameaçara esbofetear na via pública.Guardava, por isso, a face carregada.Q...
  • Artigos

    A fé

    A fé é o maior tesouro da alma...

RECADOS

  • Pierre Braga | Varginha - MG

    Ouça músicas espíritas; https://www.palcomp3.com/pierrebraga2018/discografia/musicas-espiritas/

    16/03/2019 às 12h17

  • DIVA ZENAIDE CAPPI DE CAMPOS | Campo Grande - MS

    Gostei muito do trabalho de divulgação da doutrina, lindo fundo musical. Nasci em Andradina em berço espírita. Parabéns.

    13/02/2019 às 16h56

  • Camilla Dutra | Campinas - SP

    Gostaria de saber qual a formação da Dra. Anete. Mesmo que não concluída.

    06/11/2018 às 17h59

Escrever recado

NOVIDADES

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

«« Web Rádio 'Vida Espírita' - Andradina/SP - Divulgando a doutrina espírita! - Copyright © 2015-2019 Todos os Direitos Reservados »»
0%
Streaming Local7 Sites