Bom dia! Hoje é segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 | 09:36

Trabalho e amor / Web Rádio Vida Espírita - Andradina/SP
Imprimir matéria

17/11/2018 [06h48] | Momento Espirita

Trabalho e amor

O poeta das delicadezas, Khalil Gibran, assim escreve a respeito do trabalho: 'Todo trabalho é vazio exceto se houver amor. E quando trabalhais com amor estais a ligar-vos a vós mesmos, e uns aos outros, e a Deus.'
Trabalho e amor

E o que é trabalhar com amor?


É tecer o pano com fios arrancados do vosso coração, como se os vossos bem amados fossem usar esse pano.

É semear sementes com ternura e fazer a colheita com alegria, como se os vossos bem amados fossem comer a fruta.

O trabalho é o amor tornado visível.

*   *   *

Com alegria, a doce professora adentrava à classe.

Seu sorriso contagiante, sua bondade, a paciência para explicar os difíceis conteúdos da matemática faziam com que sua aula fosse uma das mais esperadas.

Entre números, sorrisos. Entre equações, incentivo. Entre fórmulas, a alegria do ensinar, que se convertia na alegria do aprender.

Por escolha popular, tornou-se diretora da escola na qual lecionava.

Em sua sala, recebia alunos e pais dos mais diversos matizes. Tantas histórias, tantas dificuldades.

Para cada um deles, uma palavra de estímulo, um voto de confiança. O auxílio abnegado em nome da educação e também em nome da fé em Deus que, otimista, cultivava em seu coração.

Tudo transcorria bem até que, um dia, recebeu a chocante notícia: um câncer de difícil tratamento tomava-lhe o organismo.

Ela não contava nem quarenta anos e, contra a doença, por meses, embrenhou-se em profunda batalha.

Por vezes, sentiu o coração temeroso. Por vezes, sentiu-se só. Em alguns instantes, revoltou-se: três filhos pequenos esperavam-lhe os cuidados.

Em momento algum, porém, deixou de sorrir, deixou de ser otimista, deixou de oferecer palavras gentis àqueles que a procuravam.

Por mais rude que fosse o tratamento, enquanto tinha forças, trabalhou alegremente. Preocupava-se com o bem-estar de seus alunos e da escola sob sua gestão.

Quando os cabelos lhe caíram, durante os jogos escolares, todos os alunos, de forma solidária, utilizaram lenços em sua homenagem.

Todavia, a doença avançou a passos rápidos e a professora alegre e festiva, que gostava de ensinar tanto quanto gostava de dançar, retornou às moradas celestes.

Após o falecimento, pais, alunos e colegas de trabalho solicitaram ao núcleo de educação a mudança do nome da escola.

Numa cerimônia emocionante, em 1º de setembro, dia do aniversário da professora, o colégio ganhou nova denominação: Colégio Estadual Professora Kamilla Pivovar da Cruz.

*   *   *

Ao longo de nossas jornadas, Deus nos confia missões as mais diversas, de acordo com nossas aptidões: ensinar, curar, projetar, construir.

De que maneira temos nos portado diante do trabalho? Trata-se apenas de meio para adquirirmos os recursos financeiros necessários à sobrevivência ou nele encontramos possibilidades de ajudarmos a transformar o mundo?

Em todas as coisas percebemos o agir do Criador. Em tudo encontramos a divina assinatura.

O trabalho realizado com amor é forma de deixarmos nossa assinatura no curso da evolução. É forma de participarmos ativamente da atuação divina que, a todo instante, por inesgotável amor, cria e trabalha, sempre e sem cessar.

Pensemos nisso.

Fonte: Texto com base na biografia da professora Kamilla Pivovar da Cruz e com citações iniciais do cap. Sobre o trabalho, do livro

Comentários

Outras matérias

  • Momento Espirita

    Apoios esquecidos

    Charles Plumb era piloto e, certa vez, seu avião foi derrubado, durante uma missão de combate. Ele saltou de paraquedas, salvando a vida. Caiu em campo inimigo, foi capturado e passou seis anos como prisioneiro. Sobreviveu e ao retornar ao seu país, começ...
  • Estudos

    A última bem-aventurança

    É muito conhecida a passagem bíblica denominada de Sermão da montanha. Nela, Jesus anuncia as bem-aventuranças. Ele enaltece a conduta dos mansos, dos humildes e dos sedentos de justiça, dentre outros, afirmando que são bem-aventurados. Entretanto, o Cris...
  • Reflexões

    Arrumar a mala

    Estradas, atalhos, caminhos que sempre convidam para caminhar... É bom arrumar sempre a mala e deixá-la na sala, perto do sofá. A dor de quem parte é a dor de ver o seu amor esperando no cais; a dor de quem fica é a dor de ver o seu amor acenando para t...
  • Artigos

    Aprendizado

    Todos os dias temos aprendizados preciosos. Ter notícias do que outros aprenderam, de suas experiências é também uma forma de aprendizado.
  • Reflexões

    Dores da alma

    Ela ultrapassara as oito décadas de existência. Embora nascida no Brasil, mantinha um sotaque bem característico de sua origem italiana. Foi durante uma das nossas visitas que ela nos falou da sua infância e da tristeza que trazia na alma, desde aqueles...

RECADOS

  • Camilla Dutra | Campinas - SP

    Gostaria de saber qual a formação da Dra. Anete. Mesmo que não concluída.

    06/11/2018 às 17h59

  • Goreti Frey | Jaguarão - RS

    Amei essa rádio, é tudo de bom

    31/07/2018 às 18h49

  • ovidio de tomaszewski | goiania - GO

    Excelente conteudo da programacao. Boa mesmo. Da gosto ouvir o tempo todo. Parabens para a equipe organizadora. ...

    04/06/2018 às 15h29

Escrever recado

NOVIDADES

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

«« Web Rádio 'Vida Espírita' - Andradina/SP - Divulgando a doutrina espírita! - Copyright © 2018 Todos os Direitos Reservados »»
0%
Streaming Local7 Sites